Ricardo Fernandes
ricfer@fcdef.up.pt

Gabinete de Natação

Turma de Metodologia I – Natação


Curriculum Vitae

1. Identificação

Ricardo Jorge Pinto Fernandes

2. Formação

Licenciado em Desporto e Educação Física, na Opção Complementar de Desporto de Rendimento - Natação, pela Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto.

Mestre em Ciências do Desporto, na área de especialização de Treino de Alto Rendimento Desportivo (Natação), pela Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto.

Outubro de 2000 – Inicio do Doutoramento em Ciências do Desporto, pela Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto. Tema: Tempo Limite à velocidade mínima correspondente ao VO2máx em Natação.

3. Actividade desportiva como praticante federado

Nadador de Competição de 1978 a 1985.

4. Actividades profissionais

Docente da Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto desde 1996.

Coordenador do Núcleo de Natação da Associação de Estudantes da FCDEF-UP, o qual visa a promoção de três áreas fundamentais ligadas especificamente à Natação dentro da Universidade do Porto: (i) aulas de ensino-aprendizagem ; (ii) equipa de treino desportivo e (iii) sessões de formação e de investigação.

Director de Cursos de 1 Nível de Natação, promovidos pela Associação de Natação do Norte de Portugal.

5. Participação em reuniões técnico-científicas

Participou como prelector e/ou organizador de vários congressos nacionais e internacionais relacionados com Desporto e Educação Física e, mais especificamente, com a temática da Natação Pura Desportiva.

Publica regularmente artigos em revistas da especialidade.

6. Áreas de investigação privilegiadas

– Biomecânica da Natação: (i) Biomecânica externa das técnicas de nado, partidas e viragens e (ii) Bioenergética – trabalho, economia e eficiência das técnicas de nado.

– Fisiologia da Natação: (i) Caracterização da fadiga específica do nadador e (ii) Meios e métodos para a avaliação fisiológica do treino e para o aconselhamento desportivo de nadadores.

– Metodologia do treino em natação: Controlo e avaliação do treino em natação: implementação de programas integrados de avaliação e aconselhamento.

7. Principais publicações

– Fernandes, R.; Duarte, J.A.; Vilas-Boas, J.P. (1997). Amónia no sangue venoso versus amónia no sangue capilar. Alguma relação? Rev. Por. Med. Desp. 15:103-108, Lisboa.

– Vilas-Boas, J.P.; Lamares, J.P.; Fernandes, R.; Duarte, J.A. (1997). Avaliação do nadador e definição de objectivos através de critérios não invasivos de simples implementação. Horizonte, XIV (80): 22-30.

– Fernandes, R; Silva, J.V.; Vilas-Boas, J.P. (1998). A importância da avaliação e controlo do treino em natação. VI Congreso de Educación Física e Ciencias do Deporte dos Países de Lingua Portuguesa. VII Congreso Galego de Edicación Física. INEF-Galicia. España.

– Fernandes, R. e Vilas-Boas, J.P. (1998). Critical velocity as a criterion for estimating aerobic training pace in juvenile swimmers. In: K. Keskinen, P. Komi, P.-L. Pitkanen (eds.), Programme and Abstracts of the VIII International Symposium of Biomechanics and Medicine in Swimming, pp. 61. University of Jyvaskyla, Finland.

– Soares, S.; Fernandes, R.; Santos Silva, J.V.; Vilas-Boas, J.P. (1998). The importance of the technical evaluation on the training control in swimming. Subjective analysis of the swimming technique of a juvenile group of swimmers from the Swimming Association of the North of Portugal. Proceedings of the IV World Congress on Notational Analysis of Sport, pp. 261-267. Porto, Portugal.

– Fernandes, R.; Guerra, S.; Lamares, J. P.; Vilas-Boas, J. P. (2000). Critical velocity in swimming: three different methodologies for its determination. In: J. Avela, P. Komi and J. Komulainen (eds.), Proceedings of the 5th Annual Congress of the European College of Sport Science, pg 260. University of Jyvaskyla, Finland

– Fernandes, R.; Santos Silva, J.; Vilas-Boas, J. (2000). Qual das partidas (engrupada ou tradicional) é mais vantajosa para provas de natação? http://www.efdeportes.com/ Revista Digital: 5 (25). Buenos Aires.

– Fernandes, R.; Santos Silva, J.; Vilas-Boas, J. (2000). A técnica de viragem moderna (provas de costas) é a mais eficiente? http://www.efdeportes.com/ Revista Digital: 5 (28). Buenos Aires.

– Fernandes, R. (2001). Avaliação qualitativa da técnica de nadadores pré-júniores. Revista Natação: 11, Caderno Técnico.

– Vilas-Boas, J.P.; Souto, S.; Pinto, J.; Ferreira, M.I.; Duarte, M.; Santos Silva, J.V.; Fernandes, R.; Sousa, F. (2001). Estudo cinemático 3D da afectação da técnica de nado pela fadiga específica da prova de 200 m livres. In: Livro de actas do IX Congresso Brasileiro de Biomecânica, pp. 31-41. Sociedade Brasileira de Biomecânica. Iniversidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Brasil..

– Fernandes, R.; Barbosa, T.; Vilas-Boas, J.P. (2001). Relatioships between some well known indicators of aerobic resistance of swimmers. In: J. Mester, G. King, H. Struder, E. Tsolakidis, A. Osterburg (eds.), Book of Abstarcts of the 6th Annual Congress of the European College of Sport Scienc, pp. 1181. German Sport University, Cologne.

– Fernandes, R. (2001). La Track Start. Nuotare Magazine, 1 (1): 39-41.

- Fernandes, R.; Billat, V.; Cardoso, C.; Barbosa, T.; Soares, S.; Ascensão, A.; Colaço, P.; Demarle, A.; Vilas-Boas, J.P. (2002). Time limit at vVO2max and VO2max slow component in swimming. A pilot study in university students. In: Book of Abstracts of the IXth World Symposium on Biomechanics and Medicine in Swimming, pp. 75. Saint-Etienne, France.

- Laffite, L.; Vilas-Boas, J.P.; Demarle, A.; Silva, J.; Fernandes, R.; Billat, V. (2002). Relations entre les parametres physiologiques et techniques chez des nageurs elites pendant un 400m nage libre In: Book of Abstracts of the IXth World Symposium on Biomechanics and Medicine in Swimming, pp. 105. Saint-Etienne, France.

- Vilas-Boas, J.P.; Cruz, M.; Sousa, F.; Conceição, F.; Fernandes, R.; Carvalho, J. (2002). Biomechanical analysis of ventral swimming starts: comparison of the grab start with two track-start techniques. In: Book of Abstracts of the IXth World Symposium on Biomechanics and Medicine in Swimming, pp. 189. Saint-Etienne, France.

- Fernandes, R.; Morouço, P.; Barbosa, V.; Soares, D.; Ramos, L.; Marinho, D.; Figueiredo, J.; Mota, J.; Carmo, C.; Soares, S.; Lima, A. (2002). A natação como conteúdo da disciplina de educação física. Depois da adaptação ao meio aquático, que técnica ensinar? In: Livro de resumos do 9 Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa, pp. 238. São Luís, Maranhão. Brasil.

- Cardoso, C.; Fernandes, R.; Magalhães, J.; Santos, P.; Colaço, P.; Soares, S.; Carmo, C.; Barbosa, T.; Vilas-Boas, J.P. (2003). Comparison of a continous and intermittent triangular protocols for direct VO2max assessment in swimming. In: J.-C. Chatard (edt.), Proceedings of the IXth World Symposium on Biomechanics and Medicine in Swimming, pp. 313-318. Saint-Etienne, France.

- Vilas-Boas, J.P.; Cruz, M.; Sousa, F.; Conceição, F.; Fernandes, R.; Carvalho, J. (2003). Swimming starts and turns: determinant factors of swimming performance. In: P. Pelayo et M. Sydney (eds.), Proceedings des “3èmes Journées Spécialisées en Natation”, pp: 84-95. Faculté des Sciences du Sport et de l’Education Physique de l’Université de Lille 2. Lille, França.

- Fernandes, R.; Morouço, P.; Querido, A.; Santos Silva, J.V. (2003). Planning and periodization in swimming: an example of a macrocycle for age group swimmers. Libro de Comunicaciones Libres del Seminario Mundial de Entrenadores de Natación (World Swimming Coaches Seminrar). Barcelona, España.

- Marinho, D. e Fernandes, R. (2003). A posição corporal nas técnicas alternadas em natação pura desportiva. EFDeportes [periódico on-line], 9 (63). Disponível: www.efdeportes.com/efd63/natacao.htm

- Soares, S.; Vilar, S.; Bernardo, C.; Campos, A.; Fernandes, R.; Vilas-Boas, J.P. (2003). Using data from the critical velocity regression line for the estimation of anaerobic capacity in infant and adult swimmers. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, 3 (2) suplemento: 108-110.

- Fernandes, R.J.; Cardoso, C.S.; Soares, S.M.; Ascensão, A; Colaço, P.J.; Vilas-Boas, J.P. (2003). Time limit and VO2 slow component at intensities corresponding to VO2max in swimmers. Int J Sports Med, 24 (8): 576-581.


Actualizada em 29.11.03